Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Prefeito Fernando Haddad vai regulamentar UBER

Imagem
Em 9 de setembro, houve a segunda votação do projeto de lei que proíbe o uso do aplicativo Uber que uiliza de carros particulares cadastrados em aplicativos para o transporte remunerado. 

O projeto de lei, porém, foi aprovado com uma emenda apresentada pela liderança do governo na Câmara. Na prática, essa emenda abre uma brecha legal para a regulamentação deste tipo de aplicativo: ela exige que a Prefeitura promova estudos para aprimorar a legislação de transporte individual de passageiros e a compatibilização de novos serviços e tecnologias. Além disso, determina que o usuário tenha uma ferramenta de avaliação dos motoristas, do veículo e da qualidade geral do serviço prestado.

Haddad acrescentou que ainda não definiu as regras que irão nortear o uso do aplicativo. “Não vai proibir, mas ele vai regular. Só sobre determinadas condições ele vai ser aceito.” Ele afirmou, porém, que elas serão anunciadas num prazo máximo de dez dias.

Natalicio Bezerra Silva, presidente do Sindicato dos Taxi…

A polemica UBER

Só lei federal pode regulamentar ou proibir o Uber

Imagem
Não somos contra a tecnologia, mas sim contra o transporte ilegal que essa tecnologia favorece 

A ministra do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Fátima Nancy Andrighi, afirmou que só uma lei federal pode proibir o Uber, durante o 2º Congresso Brasileiro de Internet, realizado nesta quinta-feira (24), em Brasília. Segundo ela, as recentes decisões de governos estaduais para regulamentar ou proibir a atuação do aplicativo de transporte Uber não deverão durar, caso pedidos de contestação cheguem ao Supremo Tribunal Federal.
O STF, na avaliação da ministra, deverá vetar essas decisões por serem inconstitucionais. Segundo o Artigo 30 da Carta, compete aos municípios organizar e prestar, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão, serviços públicos de interesse local, incluindo o transporte coletivo.

Táxis em SP terão suporte para bicicleta

Imagem
Ao menos mil táxis de São Paulo passarão a rodar, a partir desta sexta-feira, 25, com suporte para transportar bicicletas acoplados aos veículos. Os rack serão instalados gradativamente até atingir esse total. A ideia é que o ciclista que quiser poderá chamar o táxi para completar parte de sua viagem pela cidade. A iniciativa é de uma das empresas de aplicativos de táxi da cidade, a 99Taxis, que está pagando a instalação dos suportes, até agora restritos apenas a veículos que usam o aplicativo. Dos 35 mil táxis da capital paulista, 28 mil têm o programa para celular, segundo a empresa.

Vivendo e aprendendo

Imagem
*Vivendo e aprendendo  Por Carlos Laia A vida é um constante aprendizado, desde que estejamos dispostos a aprender. Outro dia em uma conversa com amigos taxistas pelo Whatsapp,  um comentário sobre as empresas de táxi da cidade de São Paulo que para alguns soou como uma critica.
Não vou entrar no mérito do comentário - se estava correto ou não - o que quero dizer aqui é que a partir desse comentário tive a oportunidade de rever minha opinião - até então distorcida - sobre as empresas de táxi que até então para mim eram todas iguais. O meu “julgamento” era com base no valor da diária cobrada sem conhecer a estrutura e as condições que as boas frotas oferecem para os taxistas. Na primeira semana de setembro fui a algumas empresas deixar o jornal o jornal do SIMTETAXI-SP e tive o primeiro contato com algumas empresas, Rocha, Seripa e Belém, só o fato de entrar no pátio e ver aquela fila de carros novos estacionados e outros sendo feito a manutenção preventiva já deu uma visão de que se…

A importância do Conselho de Profissionais

Imagem
Conselho Regional dos Taxistas  Assim, a existência dos Conselhos de Fiscalização das Atividades Profissionais está intrinsecamente ligada à proteção da coletividade contra os leigos inabilitados como também dos habilitados sem ética, o que é feito pela fiscalização técnica, em conformidade com os regulamentos determinados por Lei. Para atender a esse interesse da sociedade, os conselhos cobram de seus profissionais um tributo, também conhecido por anuidade profissional. Diferentemente de qualquer outro sistema brasileiro, quem define as regras de cada profissão são os próprios profissionais, não havendo qualquer ingerência governamental nesse aspecto. Afinal, ninguém melhor do que os próprios profissionais para saber de sua profissão. A Lei prevê regras democráticas para a escolha desses profissionais, já que os conselheiros são eleitos pela própria classe.

Uber defende criminosos

Imagem
A presidente Dilma Rousseff admitiu que o aplicativo Uber está tirando o emprego dos taxistas legalizados.
“Eu acho que o Uber é complexo porque tira emprego de muitas pessoas. Não é uma coisa tranqüila. Depende também da regulamentação de cada cidade, de cada estado. Não é a União que decide isso. Ele (Uber) tira os taxistas do seu emprego”, disse Dilma.
A Câmara dos Deputados realizou uma audiência pública sobre o Uber em 18 de junho, mas até o momento nenhuma medida concreta foi tomada. A cidade do Rio de Janeiro estabeleceu multa de R$ 1360,29 para condutores de veículos que explorarem o transporte de passageiros sem autorização do município. No Distrito Federal o governador Rodrigo Rollemberg vetou um projeto de lei que proibia o app, e criou uma comissão para avaliar o caso.Em São Paulo tramitam na Câmara dos Vereadores projetos a favor e contra o aplicativo.
Nos EUA Uber é acusada de manter motoristas com antecedentes criminais
Promotores das cidades americanas de San Francisco…

Extintor em carro deixou de ser obrigatório

Imagem
Extintor em carro deixou de ser obrigatório Desde o fim de 2014, novo tipo de extintor sumiu de lojas e preço subiu.
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu em reunião nesta quinta-feira que o  uso do extintor de incêndio em carros, caminhonetes, camionetas e triciclos de cabine fechadas, será opcional, ou seja, a falta do equipamento não mais será considerada infração nem resultará em multa. A entidade justifica que os carros atuais possuem tecnologia com maior segurança contra incêndio e, além disso, o despreparo para o uso do extintor poderia causar mais perigo para os motoristas.
O fim da obrigatoriedade do extintor para carros começará a valer a partir da publicação da resolução, o que deverá ocorrer nos próximos dias, diz o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Desde 1970, rodar com veículos sem o equipamento ou com ele vencido ou inadequado é considerado infração grave, com multa de R$ 127,69 e mais 5 pontos na carteira de motorista.
A exigência da troca começ…

Haddad indica que deve sancionar lei que proíbe o uso do Uber

Imagem
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse ontem (10) que o Projeto de Lei 349/2014, que proíbe o transporte particular  remunerado via aplicativos, como o Uber, aprovado pela Câmara Municipal na quarta-feira (9), está em sintonia "com o que pensa a administração", o que indica que deverá sancionar. A Câmara tem prazo de dez dias para encaminhar o PL ao Executivo, que terá até 15 dias para decidir por sanção ou veto.

Uma tentativa frustrada

Imagem
A declaração do Vereador Ricardo Young (PPS-SP) afirmando que não iria votar na segunda votação do PL 349/2014, em 09 de setembro, não votará pela aprovação o que causou surpresa a categoria dos taxistas que via no Vereador um defensor da classe, mais ainda quando Ele no retorno do recesso pediu que fossem realizadas mais quatro audiências públicas para debater a legalização do aplicativo UBER. Sem apoio necessário conseguiu emplacar apenas uma que no fim das contas foi um tiro no pé. 



Unidos vencemos a UBER

Imagem
Nessa quarta-feira (09/09) a Câmara de Vereadores os taxistas de São Paulo impuseram uma grande derrota ao transporte clandestino com a aprovação do PL 349/2014 de autoria do Vereador Adilson Amadeu (PTB-SP).
Com uma votação expressiva de 43 votos o projeto vai agora para a assinatura do Prefeito Fernando Haddad e quando sancionado proibirá as plataformas de chamadas de táxi, os chamados "aplicativos", de utilizarem carros particulares no transporte remunerado individual de passageiros, serviço que segundo a Lei 12468/2011 sancionada pela Presidenta Dilma Rousseff  é exclusivo dos taxistas.
Cabe agora ao prefeito atender as reivindicações da categoria e sancionar essa lei que fechará a brecha jurídica que existe na legislação, que até então não previa o uso da tecnologia no serviço de táxi.
Para os taxistas, quando efetivamente o PL 349/2014 se tornar lei dará mais condições a fiscalização de atuar no combate aos carros particulares, principalmente os que se utilizam de plataf…

O dia D - Taxistas na luta contra o transporte ilegal de passageiros

Imagem

9 DE SETEMBRO O NOSSO DIA D

Imagem

Dilma condena UBER

Imagem
A presidente Dilma Rousseff durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto (Foto: reprodução GloboNews)
A presidente Dilma Rousseff declarou nesta quarta-feira (2) que o Uber, aplicativo de transporte individual que gerou protestos de taxistas no país, é uma ferramenta complexa porque tira emprego dos profissionais que trabalham com táxis. Dilma citou o Uber ao falar a jornalistas sobre a reforma administrativa que o governo anunciou que irá promover.
A presidente citou os carros do governo e disse que o Executivo está utilizando um aplicativo similar ao Uber que permite uma gestão eficiente dos carros oficiais, o que exige menos veículos. "Um dos exemplos que se cita para explicar, mas não é igual ao Uber."

SIMTETAXI-SP cresce para Luta

Imagem
1
Em pleno crescimento o SIMTETAXI-SP - Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores nas Empresas de Táxi no Estado de São Paulo avança pelos municípios da grande São Paulo, depois de inaugurar uma subsede em Caieiras, agora foi a vez de Osasco. A subsede será o ponto de apoio para os taxistas de Osasco, Barueri e região.
Depois de uma carreata com cerca de quatrocentos taxistas na cidade de Osasco (julho – 2015) o presidente do SIMTETAXI-SP reuniu-se com os líderes locais da categoria e decidiu fundar ali uma subsede para melhor atender os taxistas da região. A primeira iniciativa do SIMTETAXI-SP na cidade de Osasco e Barueri foi estabelecer a Câmara Temática do Táxi para organizar o transporte de passageiros e combater a clandestinidade. Os Secretários de Transportes das duas cidades aceitaram a sugestão escolhendo em reunião os representantes da categoria.