O que é ser Taxista

 
SIMTETAXIS
O Taxista

Ser taxista é trabalhar como motorista de táxi, transportando passageiros com o próprio veículo ou com veículo de frota, desde que seja cadastrado de acordo com a legislação de cada município. O taxista é um conhecedor das ruas da cidade em que trabalha, por levar pessoas aos mais variados lugares e escolhendo os melhores caminhos. Nas grandes cidades e também para os turistas, acabam sendo os indicadores de hotéis, bares mais acessíveis e restaurantes de qualidade.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?


Em primeiro lugar, para atuar na profissão é necessário ter carteira nacional de habilitação devidamente em dia com o Conselho Nacional de Trânsito e portar os documentos do veículo, obrigatórios segundo o Código de Trânsito. Além disso, é importante apresentar as seguintes características: Paciência Responsabilidade Ser prestativo Cordialidade Boa comunicação Boa noção de direção Gostar de dirigir Conhecedores das ruas e avenidas da cidade onde trabalha Boa memória Boa capacidade de atenção ao trânsito


QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?

Não há formação universitária específica para o exercício da profissão de taxista. Porém, cada município faz algumas exigências que variam de um lugar para outro para habilitar o candidato a atuar no volante. Entre as condições normalmente exigidas pelos municípios, estão: Escolaridade mínima (ensino fundamental) 

Apresentação de atestado de antecedentes criminais Curso de formação de condutores, permitido a partir dos 18 anos, para todos os cidadãos Possuir carro próprio ou carro de frota de táxis (da empresa) Para exercer a profissão, todo taxista precisa ter o Condutax, cadastro pessoal e intransferível que habilita o candidato a exercer esta atividade. 

O veículo que irá circular como táxi também necessita de uma licença emitida pelo Poder Municipal, chamada Alvará de Estacionamento (livre ou privativo). Para obter o Condutax, o interessado deve apresentar no Departamento de Transportes Públicos (DTP/SMT) a documentação necessária e pagar o valor de expedição do cadastro, já inclusas a taxa de expediente e bancária. 

Os documentos necessários para requerer o Condutax são (em original e cópia simples, ou cópia autenticada): RG CPF CNH profissional Comprovante de residência Certidões de Distribuição e Execução Criminal Certificado de conclusão do Curso Especial de Treinamento e Orientação O Condutax é emitido no mesmo dia e vale por cinco anos ou até a renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), quando esta ocorrer antes. 

Uma das exigências é apresentar o comprovante de realização do Curso Especial de Treinamento e Orientação, que pode ser feito em qualquer uma das escolas autorizadas pelo DTP ou mesmo no Cetet (Centro de Educação de Trânsito/CET). O curso tem carga horária fixa mínima de 32 horas de aula, preço não tabelado, e aborda, entre outras técnicas, direção defensiva e primeiros socorros. 

Principais Atividades
Entre as principais atividades dos taxistas estão: Transporte de passageiros dentro de um mesmo município ou até em viagens para outras localidades Transporte de objetos e/ou documentos, solicitados previamente por seu dono ou responsável Manutenção do veículo, como verificação do nível de óleo, combustível, calibragem dos pneus e nível de água

ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES

O taxista pode atuar somente no município em que reside, nunca podendo pegar passageiros em outras cidades que não sejam a sua. Entretanto, ele pode levar passageiros do lugar em que mora para outras localidades, inclusive em estados diferentes. 

Há muitos taxistas que trabalham por conta própria com o próprio veículo, porém, hoje em dia, pode-se verificar uma expansão das empresas de táxis, que têm seus próprios motoristas filiados, no qual, através do rádio instalado dentro do veículo, o motorista se comunica com a sede para saber a localização e o destino do próximo passageiro. 

Ainda, estas companhias de táxis podem ter algum tipo de convênio com pessoas físicas ou jurídicas (empresas), que utilizam bastante este tipo de transporte, podendo o pagamento ser feito por boleto da companhia de táxi para o motorista (no caso de empresas) ou cheque, cartão ou dinheiro, dependendo das formas de pagamento das companhias. A vantagem de se trabalhar em táxis de frota de empresas é que há a garantia de se conseguir passageiros em diversas horas do dia, sem ter que procurar pelas ruas das cidades.

MERCADO DE TRABALHO

Com a maior urbanização de países em desenvolvimento, como o Brasil, o mercado de trabalho para taxistas torna-se mais amplo. Maior número de pessoas com poder aquisitivo significam maiores oportunidades de trabalho para o taxista. E o segmento do mercado que mais tem crescido é o do "rádio táxi", no qual as pessoas telefonam para uma empresa, solicitando os serviços do motorista, para determinada hora e local. Buscando uma melhor colocação no mercado, o taxista, com certa experiência adquirida por meio da atenção ao volante e prática de direção, deve ficar atento às oportunidades de novas vagas de trabalho nestas empresas, que o proporcionarão oportunidades de crescimento e atuação.


CURIOSIDADES

O táxi, como é conhecido hoje, surgiu quando foram aplicadas taxas à sua utilização através dos conhecidos taxímetros, no século XIX. Contudo, o serviço de transportar pessoas em uma grande cidade a qualquer pessoa que o solicite é bem mais antigo. O primeiro serviço desse gênero apareceu com a invenção do riquixá - carro de duas rodas puxado por um só homem, comum na Antiguidade, porém exclusivo das elites, que possuíam escravos para puxar esses carros. 

Nas ruas da Roma Antiga circulavam liteiras (espécie de cadeira coberta e apoiada sobre varas compridas, transportadas por dois ou quatro escravos que levavam quem quer que os solicitasse). Essa pessoa teria de pagar apenas o preço previamente estipulado pelo amo desses escravos. Depois da queda do Império Romano do Ocidente, os primitivos carros e carruagens começaram a desaparecer das grandes metrópoles, tal como a sua população, que foi para o meio rural à procura de subsistência. Este acontecimento ditou o fim dos serviços de transporte público e privado. 

Na Idade Média, o transporte de pessoas era assegurado por carruagens muito rudimentares de tração animal, que no Renascimento foram melhoradas tendo sido acrescentados ornamentos, cobertura e até cortinas. Em 1605, apareceram, em Londres, as primeiras carruagens de aluguel - as hackneys. O sucesso foi tanto que, quatro anos após, o elevado número de carruagens de aluguel fazia com que as principais ruas da metrópole ficassem completamente engarrafadas, o que levou o Parlamento a limitar o número de carruagens a circular. Mas não só em Londres havia problemas de tráfego por causa de carruagens de aluguel; também em Paris, primeiro os corbillards e depois os sociables, fizeram um estrondoso sucesso no século XVII. 

Já nos finais do mesmo século, surgiram na Alemanha os inovadores landau a landaulet (versão reduzida do Landau). Posteriormente, no século XVIII, foi criado o gig, na França, que deu origem ao tilibury na Inglaterra e posteriormente ao cabriolet. No século XIX, já qualquer grande cidade tinha centenas, ou mesmo milhares de carruagens de aluguel. Os primeiros táxis motorizados apareceram em 1896 na cidade alemã de Estugard. No ano seguinte, Freidrich Greiner abriu uma empresa concorrente, na mesma cidade, mas os seus carros estavam equipados com um sistema inovador de cobrança - o taxímetro. 

A implantação dos táxis foi generalizada em 1907. Nesse mesmo ano, em Paris, todos os carros de aluguel tinham de possuir um taxímetro obrigado por lei. Antes da Primeira Guerra Mundial já todas as grandes cidades europeias e norte-americanas tinham serviço de táxis legais e pintados com esquemas de cores diferentes. Desde então as alterações foram poucas, apenas nos aparelhos possuídos pelos carros, tais como um rádio ou ar condicionado.


Mais informações:


ADETAX - Associação das Empresa de Táxis de Frotas do Município de São Paulo Prefeitura de SP Centro de Ensino para Condutores - Cecon

Fonte:  www.brasilprofissoes.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VALORES DAS TAXAS PARA RENOVAR ALVARÁ

Gabriel Diniz foi vítima da Uberizacao do transporte

VEJA A LISTA DOS CONTEMPLADOS NO SORTEIO DE PONTOS DE TÁXI